Categoria: Impotência

Melhorar O Desempenho Sexual De forma Simples

Trouble in paradise

O que Fazer e o que Não fazer para Melhorar o Desempenho Sexual

Se você está olhando para melhorar seu desempenho na cama, não é apenas afrodisíacos que você precisa pensar. Ao manter uma rotina regular de exercícios, mesmo que seja apenas meia hora de caminhada por dia, é possível melhorar drasticamente o desempenho sexual de uma pessoa. Se um desempenho sexual está ocorrendo como resultado de problemas de saúde mais significativos, como problemas de circulação sanguínea ou níveis hormonais. O desempenho sexual prejudicado também pode ocorrer como resultado de um dos vários distúrbios do orgasmo ou da ejaculação. O melhor estimulante mesmo é o xanimal.

Novas Idéias para Melhorar o Desempenho Sexual Nunca Antes Revelado

A disfunção erétil é geralmente devida em parte a fatores psicológicos. Pode ocorrer como resultado de inúmeras condições fisiológicas e condições psicológicas. Pode ser um sinal de alerta precoce de problemas de saúde. Na verdade, a disfunção erétil pode até ser um incentivo para tentar novas estratégias que funcionem melhor para o parceiro. Disfunção Erétil (DE) A disfunção erétil (DE) é uma condição comum na qual os homens são incapazes de obter ou manter uma ereção por tempo suficiente para ter relações sexuais.

Os Fundamentos da para Melhorar o Desempenho Sexual Revelada

No que diz respeito ao sexo, a quercetina desempenha um papel no controle dos sintomas da prostatite e da cistite intersticial (CI) e promove a circulação. Você também tem que admitir, quando você é magro, em forma e sexy, o sexo é definitivamente mais agradável para ambas as partes. Enquanto o sexo é a melhor maneira de praticar sexo, a masturbação também pode ajudá-lo a melhorar sua longevidade.

A Importância de Melhorar o Desempenho Sexual

Para homens que mantêm rotinas de exercícios regulares, o desejo por intimidade física será grande. Além disso, os homens descobrirão que têm maior resistência física durante o sexo, proporcionando maior prazer mútuo para casais sexualmente ativos e, normalmente, maior autoconfiança em homens. de todas as idades. Nos homens, o exercício também mostrou aumentar os níveis de testosterona, resultando em melhora do físico e aumento do desejo sexual. É importante notar que o exercício é apenas um pequeno fator que contribui para o quebra-cabeça completo para superar a disfunção erétil, a ejaculação precoce e outros problemas sexuais. Como você pode ver, os exercícios físicos são apenas uma parte da superação de disfunções sexuais.

O Mais Popular Para Melhorar O Desempenho Sexual

Gerencie seu estresse antes que ele administre você. O estresse também pode desencadear maus hábitos, como tabagismo ou consumo de álcool, que podem prejudicar seu desempenho sexual. À medida que os homens envelhecem, o estresse e as pressões da vida cotidiana podem criar uma barreira ao sexo. Ansiedade e estresse podem tornar difícil obter ou manter uma ereção.

A vida, a Morte, e para Melhorar o Desempenho Sexual

Quando ocorrem problemas sexuais, sentimentos de mágoa, vergonha, culpa e ressentimento podem interromper completamente a conversa. Por mais desafiador que seja falar sobre qualquer problema sexual, o nível de dificuldade dispara quando a questão é enterrada sob anos de mentiras, mágoas e ressentimentos. Tratar problemas sexuais é mais fácil agora do que nunca. Tais problemas sexuais podem interferir enormemente com a capacidade de durar mais tempo na cama e fazer você se sentir mais frustrado e desgastado antes de você.

O que todo mundo não Gosta de Sobre para Melhorar o Desempenho Sexual e Por

Uma das maneiras de melhorar o desempenho sexual é reduzindo o cigarro. Uma das maneiras de melhorar o desempenho sexual é praticá-lo. Uma das maneiras de aumentar o desempenho sexual é nutrição e dieta. Tirar sua mente do seu desempenho sexual pode remover as preocupações que o impedem de ficar animado. Uma das melhores maneiras de melhorar sua saúde é o exercício cardiovascular.

A Batalha para Melhorar o Desempenho Sexual e Como Ganhar

O prazer sexual prospera em um ambiente de paixão e excitação. Nos homens, o desejo sexual é frequentemente ligado diretamente aos níveis atuais de testosterona. O desejo de um homem por relações sexuais também pode afetar diretamente sua capacidade de realizar.

O Segredo Vazou para Afrodisíaco Caseiro

Caseiro Afrodisíaco – a Conspiração

Tópicos importantes, como quais óleos podem ser usados ​​nos órgãos genitais e quais podem ser ingeridos. Os óleos sexuais existem há anos, transformando as pessoas e melhorando a experiência do quarto. Óleos essenciais são poderosos e ao mesmo tempo bastante delicados. Existem óleos essenciais para a disfunção erétil, óleos essenciais para a libido feminina e muito mais. Um ótimo afrodisíaco natural também é o maximum power pro.

Caseiro Afrodisíaco: Não é Mais um Mistério

O mel doce e pegajoso é uma ótima fonte de boro, um mineral que ajuda o corpo a usar e metabolizar o estrogênio, o hormônio sexual feminino. Além disso, contém vitaminas do complexo B necessárias para a testosterona, bem como outros nutrientes, enzimas e fitoquímicos. O mel ou a comida dos deuses é um doce elixir produzido pelas abelhas do pólen.

A Pergunta que Você Deve Perguntar para Caseiro Afrodisíaco

Damiana ajuda a superar a impotência sexual e a baixa libido devido à sua potencial ação semelhante à testosterona (Hoffmann, n.d.). Também é dito que é útil quando se trata de depressão, ansiedade e nervosismo (Damiana, n.d.). É um arbusto com lindas flores amarelas nativas de lugares quentes, arenosos ou rochosos como o Texas, o México, a América do Sul, a América Central e o Caribe. Muitos produtos afrodisíacos à base de plantas comerciais consistem em especiarias como canela, gengibre, etc, juntamente com ervas como damiana que aumentam a energia sexual e excitam as percepções sensoriais. As propriedades afrodisíacas da noz-moscada também são amplamente difundidas nos países árabes e na Malásia, e seu equivalente, maça, é recomendado pelos médicos do Oriente Próximo por seu efeito afrodisíaco. Maca também é conhecido por equilibrar hormônios e aumentar a potência sexual. É a segunda erva que provou ser um afrodisíaco natural, mas poderoso.

O Infalível Caseiro Afrodisíaco Estratégia

Mesmo nos escritos de Confúcio há milhares de anos, o gengibre afeta o relacionamento sexual. Acredita-se que ela aumenta os desejos luxuriosos, a libido e o desempenho. Ela veio originalmente da China, mas depois foi cultivada na Índia, no sudeste da Ásia, na África e no Caribe. A ingestão de gengibre causa uma súbita onda de calor dentro do corpo que faz seu coração bater mais rápido. Alho ajuda a regular o fluxo de sangue em seu corpo, especialmente em sua área pélvica. O alho fresco tem uma cor branca ou esbranquiçada. Especialmente desde que o cheiro de alho é considerado um dos turn-ons.

Caseiro Afrodisíaco Explicado

Só porque uma receita inclui um afrodisíaco não significa que vai acender o fogo de alguém. A característica caseira de DIY de hoje é toda sobre receitas de chá afrodisíacas caseiras e misturas que ajudarão a infundir vibrações de amor, criar uma aura de atratividade e também agir como impulsionadores naturais da libido. Alguns alimentos têm propriedades psicoativas, outros despertam porque são psicologicamente sugestivos, e alguns podem realmente aumentar o fluxo sanguíneo para os genitais. Enquanto hoje em dia, por causa da ciência, muitos alimentos são considerados úteis em sua vida sexual por causa dos nutrientes, vitaminas e minerais que eles contêm. Alimentos afrodisíacos incluem, mas não estão limitados a marisco, cordeiro, caça selvagem, pimenta, amêndoas, rúcula, ervas frescas, erva-doce, framboesas, gengibre, abacate, ginseng, chocolate, maca, manga e beterraba (porco e pato são discutíveis ).

 

8 maneiras de proteger naturalmente sua ereção

8 maneiras de proteger naturalmente sua ereção

Embora a maioria das pessoas associe a disfunção erétil (DE) com a idade, sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção é determinada por uma ampla gama de fatores.

Estes incluem sua dieta, seu peso e percentual de gordura corporal, sua pressão arterial, os níveis de hormônios sexuais masculinos e até mesmo os níveis de estresse que você sente em seu trabalho, vida pessoal e estilo de vida em geral.

Leia também: Viagra Natural

Felizmente, a maioria desses fatores está completamente sob seu controle, permitindo que você tome medidas para proteger sua ereção e evitar a disfunção erétil sem necessariamente ter que usar medicação.

Abaixo, listamos oito maneiras para você melhorar naturalmente suas ereções, evitar disfunção erétil e aproveitar uma vida sexual mais livre de estresse. Todos são fáceis de implementar e se alinham bem com um estilo de vida saudável, fazendo com que valha a pena priorizar antes de tentar a medicação ED.

Mantenha seu peso corporal na faixa saudável
Estar acima do peso ou obeso pode afetar negativamente sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção normal durante o sexo. Isso ocorre porque a obesidade está intimamente correlacionada com sérios problemas de saúde, como diabetes, que podem danificar os nervos ao redor do pênis e prevenir as ereções.

A disfunção erétil causada pela diabetes é particularmente preocupante, pois os tratamentos comuns para disfunção erétil, como o Viagra e o Cialis, muitas vezes não são totalmente eficazes. De fato, um estudo de 1999 mostra que apenas 56% dos homens com disfunção erétil induzida por diabetes tiveram melhorias com o Viagra.

A melhor solução é prestar atenção ao seu peso e tentar manter o nível saudável para o seu tipo de corpo. Como um peso corporal saudável também é importante para a saúde geral, manter seu peso corporal é algo que vale a pena, mesmo que você não sofra de disfunção erétil.

Fique em cima da sua pressão arterial
A hipertensão arterial está intimamente ligada à disfunção erétil, possivelmente por causa dos efeitos negativos que ela pode ter sobre a saúde de seus vasos sanguíneos.

Embora não haja necessidade de ficar obcecado com a pressão arterial, é importante que seja verificado a cada poucos meses. Se a sua pressão arterial está fora do intervalo normal, você deve considerar conversar com seu médico sobre as opções de tratamento.

A pressão sanguínea moderadamente alta (como a pressão arterial na faixa de ‘pré-hipertensão’) pode ser diminuída com algumas pequenas mudanças na sua dieta e estilo de vida. Existem também numerosos medicamentos que podem reduzir sua pressão arterial e melhorar sua saúde arterial.

Comer uma dieta rica em frutas, legumes e alimentos nutritivos
As ereções dependem de um fluxo sangüíneo forte e confiável. Por causa disso, os mesmos alimentos que podem entupir suas artérias e danificar seu coração também podem ter um impacto negativo na qualidade de suas ereções.

De fato, há uma correlação tão próxima entre a disfunção erétil e a saúde do coração que a DE é comumente vista pelos profissionais médicos como um sinal potencial de doença cardíaca.

Na maior parte, os mesmos alimentos que causam doenças cardíacas também podem contribuir para problemas com ereções. Refeições gordurosas, açucaradas e altamente calóricas, como hambúrgueres, pizza e frango frito, devem ser evitadas ou consumidas com moderação se você estiver preocupado com a disfunção erétil.

Também é importante comer alimentos saudáveis ​​e nutritivos. Um estudo de 2010 mostra que a dieta mediterrânea, que é rica em grãos integrais, peixe, frutas, nozes e vegetais, mas pobre em carne vermelha está ligada a uma menor taxa de incidência de disfunção erétil em homens.

Adicione exercícios aeróbicos à sua rotina diária
O exercício aeróbico, como correr, pedalar, remar ou praticar a maioria dos esportes, melhora a saúde do seu coração e pode reduzir os efeitos da disfunção erétil.

Um artigo de 2011 no Ethiopian Journal of Health Science curou evidências de cinco estudos sobre exercícios aeróbicos e ED. Os autores descobriram que os estudos mostraram uma melhoria clara nos sintomas da disfunção erétil à medida que os homens se exercitavam, particularmente a longo prazo.

O artigo concluiu que o treinamento aeróbico ‘pode ​​tratar com sucesso a disfunção erétil em pacientes selecionados com disfunção erétil arteriogênica’ – uma forma de disfunção erétil causada por suprimento de sangue arterial pobre.

Felizmente, não há necessidade de gastar horas do seu dia fazendo exercícios para reduzir o risco de desenvolver disfunção erétil. Para a maioria dos homens, uma sessão de 15 a 60 minutos de exercício cardiovascular de intensidade moderada (por exemplo, correr ou caminhar em um declive) é suficiente para melhorar a saúde do seu coração.

Verifique se há testosterona abaixo do normal
Baixos níveis de testosterona podem causar disfunção erétil. Isso ocorre porque a testosterona é um dos principais hormônios envolvidos na regulação do impulso sexual masculino. Menos testosterona geralmente significa menor interesse por sexo, bem como ereções mais fracas e menos consistentes.

Os níveis de testosterona flutuam naturalmente com base em uma variedade de fatores, desde sua dieta e nível de atividade até seus hábitos de sono. Eles também diminuem com a idade, com alguns estudos mostrando uma redução progressiva nos níveis séricos de testosterona à medida que os homens envelhecem.

Outros sintomas de baixa testosterona incluem letargia, falta de impulso mental, perda de massa muscular, ganho de gordura ao redor do abdômen e uma falta geral de interesse em atividades sexuais.

Fonte: https://www.valpopular.com/viagra-natural/

5 causas comuns de impotência

5 causas comuns de impotência

A Healthline e nossos parceiros podem receber uma parte das receitas se você fizer uma compra usando um link nesta página.
Compreender a impotência
A impotência ocorre quando você é incapaz de conseguir uma ereção, manter uma ereção ou ejacular de forma consistente. É usado de forma intercambiável com a disfunção erétil (DE). Vários fatores podem contribuir para a condição, incluindo transtornos emocionais e físicos.

Segundo a Urology Care Foundation, estima-se que 30 milhões de americanos experimentam ED. O risco de impotência aumenta com a idade.

Um estudo de 2007 publicado no American Journal of Medicine observou que o risco de impotência aumenta com a idade. É ainda maior em homens que também foram diagnosticados com um ou mais fatores de risco cardiovascular.

A impotência geralmente tem um efeito negativo na sua vida sexual e pode causar depressão, estresse adicional e baixa autoestima.

Compreender as causas potenciais mais comuns pode ajudá-lo a identificar por que você está passando por essa condição.

1. Doenças endócrinas
O sistema endócrino do corpo produz hormônios que regulam o metabolismo, a função sexual, a reprodução, o humor e muito mais.

Diabetes é um exemplo de doença endócrina que pode causar a impotência. Diabetes afeta a capacidade do organismo de usar o hormônio insulina.

Uma das complicações associadas ao diabetes crônico é a lesão do nervo. Isso afeta sensações no pênis. Outras complicações associadas ao diabetes incluem fluxo sanguíneo prejudicado e níveis hormonais. Esses dois fatores podem contribuir para a impotência.

2. Neurológicos e distúrbios nervosos
Várias condições neurológicas podem aumentar o risco de impotência. As condições nervosas afetam a capacidade do cérebro de se comunicar com o sistema reprodutivo. Isso pode impedir que você consiga uma ereção.

Os distúrbios neurológicos associados à impotência incluem:

Doença de Alzheimer
Mal de Parkinson
tumores cerebrais ou espinhais
esclerose múltipla (EM)
acidente vascular encefálico
epilepsia do lobo temporal
Se você já fez uma cirurgia de próstata, também pode sofrer danos nos nervos, resultando em impotência.

Os ciclistas de longa distância podem experimentar impotência temporária. A pressão repetida nas nádegas e genitais pode afetar a função dos nervos.

3. Tomar medicamentos
Tomar certos medicamentos pode afetar o fluxo sanguíneo, o que pode levar a disfunção erétil. Você nunca deve parar de tomar um medicamento sem a permissão do seu médico, mesmo que seja conhecido por causar impotência.

Exemplos de medicamentos conhecidos por causar impotência incluem:

bloqueadores alfa-adrenérgicos, incluindo tansulosina (Flomax)
betabloqueadores, como carvedilol (Coreg) e metoprolol (Lopressor)
medicamentos quimioterápicos para câncer, como a cimetidina (Tagamet)
depressores do sistema nervoso central (SNC), como alprazolam (Xanax), diazepam (Valium) e codeína
Estimulantes do SNC, como cocaína e anfetaminas
diuréticos, como furosemida (Lasix) e espironolactona (Aldactona)
inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRSs), como fluoxetina (Prozac) e paroxetina (Paxil)
hormônios sintéticos, inclusive como leuprolide (Eligard)
4. Condições relacionadas ao cardíaco
Condições que afetam o coração e sua capacidade de bombear bem o sangue podem causar impotência. Sem fluxo sanguíneo suficiente para o pênis, você não pode conseguir uma ereção.

A aterosclerose, uma condição que faz com que os vasos sanguíneos fiquem entupidos, pode causar impotência. Colesterol alto e hipertensão também estão associados a riscos aumentados de impotência.

5. Fatores de estilo de vida e transtornos emocionais
Para conseguir uma ereção, você deve primeiro passar pelo que é conhecido como uma fase de excitação. Esta fase pode ser uma resposta emocional. Se você tem um distúrbio emocional, isso afetará sua capacidade de se tornar sexualmente excitado.

Leia também: Remédio para impotência

Depressão e ansiedade estão associadas ao aumento do risco de impotência. A depressão é um sentimento de tristeza, perda de esperança ou desamparo. Fadiga relacionada à depressão também pode causar impotência.

A ansiedade do desempenho também pode causar impotência. Se você não conseguiu uma ereção no passado, talvez tenha medo de não conseguir uma ereção no futuro.

Você também pode descobrir que não pode conseguir uma ereção com um determinado parceiro. Se você foi diagnosticado com disfunção erétil relacionada à ansiedade de desempenho, pode ser que você tenha ereções completas ao se masturbar ou quando estiver dormindo, mas incapaz de manter uma ereção durante a relação sexual.

O abuso de drogas como cocaína e anfetaminas também pode causar impotência. O abuso de álcool e o alcoolismo podem afetar sua capacidade de atingir ou manter uma ereção também. Consulte o seu médico se você suspeitar que você pode ter um problema de abuso de substâncias.