Reciclando Vidas


1 Instituto Synthesis Haztec Petrobras Brasil . Governo Federal
Reciclar Vidas é Reconstruir Histórias E-mail



O Plano Social Reciclando Vidas desenvolve, desde 2009, uma série de ações sociais voltadas para as famílias de catadores do extinto Aterro de Itaoca, em São Gonçalo (RJ), com prioridade para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes. Inicialmente focado na erradicação do trabalho infantil no antigo “lixão” de Itaoca, o projeto é uma iniciativa do Instituto Synthesis, que atualmente conta com o patrocínio do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania e com o apoio do Grupo Synthesis.


Nesta nova etapa, entre 2013 e 2015, o Reciclando Vidas continuará investindo em ações de educação complementar para 90 crianças e adolescentes (entre 4 e 14 anos de idade), mas também enfrentará o desafio de oferecer qualificação profissional e apoio para inserção no mundo do trabalho para 70 adolescentes e jovens (entre 15 e 21 anos).


O Aterro de Itaoca teve suas atividades encerradas no começo de 2012. Por mais de quatro décadas foi a principal fonte de sustento de centenas de famílias que residem em seu entorno, onde lidam com um contexto árduo de pobreza, insalubridade, violência urbana e falta de acesso a serviços públicos. Nos últimos anos, para grande parte das famílias de ex-catadores de Itacoa, a principal referência de apoio social eficaz e confiável tem sido o trabalho do Reciclando Vidas.


Quando o Instituto Synthesis começou a atuar, em 2009, com esta comunidade encontrou uma situação dramática, com crianças e adolescentes frequentando o “lixão”, acompanhando seus pais na catação por falta de alternativas. A maioria nunca havia frequentado uma sala de aula ou possuía um grande déficit educacional por conta de evasão e dificuldade de aprendizado. Nos últimos quatro anos, através do apoio do Reciclando Vidas, mais de 200 crianças e adolescentes tiveram oportunidade de sair do “lixão” para frequentar salas de aula. As ações de educação complementar promovidas pelo projeto, que vão desde reforço escolar até o fortalecimento da autoestima, passando por artes e informática, foram fundamentais para conseguissem, apesar dos obstáculos, manter-se na escola e alcançar um bom desenvolvimento educativo.


Prioridades de ação entre 2013 e 2015:

O Reciclando Vidas dará continuidade aos Programas Petrobras Primeiro Saber (voltado para 30 crianças de 4 a 6 anos em fase de pré-alfabetização) e Petrobras Reforço Escolar (direcionado a 60 crianças e adolescentes 07 a 14 anos), garantindo educação complementar no contraturno escolar através de oficinas educativas ministradas por uma equipe multidisciplinar.


O diferencial desta nova etapa será o Programa Petrobras Papo Reto (que beneficiará mais de 70 adolescentes e jovens de 15 a 21 anos), atendendo as demandas de qualificação profissional e abertura de oportunidades de emprego. Este novo programa contribuirá para o fortalecimento de sua autoestima e para o desenvolvimento do protagonismo juvenil, ajudando-os a traçar perspectivas concretas de futuro e preparando-os para a inserção no mundo do trabalho.


O Reciclando Vidas também manterá articulação contínua com a rede local de garantia dos direitos das crianças e adolescentes, promovendo uma cultura de bons tratos e de afirmação das crianças, adolescentes e jovens como sujeitos de direitos.


PARTICIPANTES DIRETOS DO RECICLANDO VIDAS DE 2013 A 2015

Programa Petrobras Primeiro Saber
(Pré-Alfabetização)
Programa Petrobras Reforço Escolar
(Educação complementar)
Programa Petrobras Papo Reto
(Qualificação e apoio para inserção no mundo do trabalho)
Total de participantes diretos no Reciclando Vidas
Crianças
4 – 6 anos
Crianças
07-11 anos
Adolescentes
12-15 anos
Jovens
18 – 21
Nº de atendimentos diretos
Nº de
Atendimentos diretos
Nº de
Atendimentos diretos
Nº de
Atendimentos diretos
Nº de
Atendimentos diretos
-
30
30
30
70
160

Mais informações sobre a trajetória e a metodologia de trabalho do Reciclando Vidas estão disponíveis nesta publicação: Revista Reciclando Vidas.

 
< Anterior   Próximo >